cidade-sumare

Sumaré é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se a 22º49’19” de latitude sul e 47º16’01” de longitude oeste, a uma altitude de 583 metros. Sua população estimada em 2009 era de 241.077 habitantes. Ocupa uma área de 153,44 km². A cidade é a segunda maior da Região Metropolitana de Campinas, ficando atrás apenas de Campinas.

História

Rebouças, então Distrito de Paz de Campinas, passou a ser Sumaré por meio de um plebiscito através do decreto 14.334 de 1944, dez anos antes da emancipação. O nome Rebouças foi dado ao povoado em homenagem a Antônio Pereira Rebouças Filho, engenheiro responsável pela construção da Ferrovia que corta a região, e a mudança se deveu ao fato de que não poderia haver mais de um município no Brasil com o mesmo nome (há outro município no estado do Paraná com o nome Rebouças).

Foi adotado então o nome Sumaré que é o nome de uma espécie de orquídea de nome científico Cyrtopodium puntactum, comum na região.

A população sumareense teve um grande crescimento a partir da década de 60, graças aos terrenos com preços acessíveis e grande desenvolvimento industrial do município; isso também influenciou a vinda de migrantes de várias partes do Brasil, que viram em Sumaré, uma terra cheia de oportunidades.

MIGRANTES E MIGRANTES

A história da Cidade Sumaré se divide nitidamente em duas partes: até 1950 sua população era basicamente formada por imigrantes italianos e portugueses; depois de 1950, pela presença de migrantes de todos os estados do Brasil. Os imigrantes vieram quando o café chegou a Campinas na segunda metade do século XIX. A produção cafeeira avançava para o oeste paulista deixando para trás as terras cansadas e as antigas fazendas retalhadas em pequenos sítios, agora ocupadas pelos imigrantes. Eles compravam terras, praticavam a agricultura nas imediações de Sumaré ou abriam comércio na zona urbana. O vilarejo crescia ao redor da Estação de Rebouças, impulsionado pelo comércio, pela incipiente indústria de sabão, de tijolos, de bebidas e pela atividade extrativa da madeira. Em 1907 o povoado tinha perto de 300 habitantes, em 1912 pouco mais de 400, em 1940 o distrito tinha perto de 5.000 e em 1950 chegava a 6000. Coincidindo com a industrialização do Sudeste, as indústrias alcançaram Sumaré nos anos 50 e a partir de então o município vivenciou um crescimento vertiginoso a cada década. Em 1943 veio a 3M e de lá para cá, dezenas de outras indústrias seguiram o mesmo caminho, impulsionando o desenvolvimento do Município.
Em 1991 o distrito de Hortolândia emancipou-se de Sumaré. O Município é considerado um município Industrial. Na agricultura o seu forte é a produção de tomate, que exporta para os países do Mercosul.

Para homenagear a comunidade de moradores desta maravilhosa cidade, o Encontra São Paulo criou o Encontra Sumaré.

Vídeo sobre a cidade de Sumaré

Mapa da cidade de Sumaré